domingo, 25 de julho de 2010






Esqueci de mim.

Eu queria tanto
esquecer o pranto
só lembrar do encanto
me fazendo forte,
que então sem querer
eu fiz o meu norte
do verbo esquecer.

É triste meu canto
pois não tive a sorte
de esquecer você;
e juro, eu queria,
jamais te lembrar
esquecer o dia
que foi nosso fim;
mas tudo que eu
consegui fazer
foi lembrar você
e esquecer de mim!

JJ.Braga Neto

25-07-10

5 comentários:

kauana disse...

lindo...lindo...lindo...lindo...
maravilhoso... perfeito...nossa não a palavras para expressar a beleza desses poemas..
beijos e abraços de sua fã...
KAUANA DAL' OMO

Márcia disse...

Vc sabe q sou sua fã incondicional, parabéns por mais esse trabalho!!

Roséli - a Flor disse...

Belíssimo poema!
parabéns ...

morena rosa disse...

muito lindo,amo seus poemas,njsshttp://lh6.ggpht.com/_x64MVhkKrZo/SS44Sd-GQdI/AAAAAAAAFFE/WtSR4melQhY/s800/ooopp.gif

morena rosa disse...

muito lindo,amo seus poemas,njsshttp://lh6.ggpht.com/_x64MVhkKrZo/SS44Sd-GQdI/AAAAAAAAFFE/WtSR4melQhY/s800/ooopp.gif