sábado, 5 de maio de 2012

Mulher




Mulher que sabe o que quer
mulher...
segura nas atitudes
que  amiúde
tem medo de explodir
como represa de  açude!

Briga c’oa  vida travada
já cansada
quando fechada em  seu mundo
por segundos
quer despojar a  armadura
desejando ser amada.

8 comentários:

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Versos perfeitos pra meu hoje
que mesmo amada me sinto cansada...
mesmo em meu mundo não posso tirar a armadura, as feridas estão recém reabertas, parece que trabalho, trabalho e provo
que sou capaz e posso dar conta ao que me proponho em atos, mas parece que não basta,isso cansa.
seus versos cabem no hoje
meu :
"Briga c’oa vida travada
já cansada
quando fechada em seu mundo
por segundos
quer despojar a armadura
desejando ser amada."

Belo poema,linda construção.
Lindo sábado João.
Bjins entre sonhos e delírios

COLHENDO FLORES ENTRE ESPINHOS disse...

Lindo!!! é bem assim mesmo
um final de semana abençoado para vc
bjs
juliana

Cairo Pereira disse...

Eu li poeta! Gostei. Também tenho um blog e estou postando. Ainda estou no começo e quase ninguém o leu ainda rs. Se quiser dar uma passada lá:
http://comsabordetrufas.blogspot.com.br/2012/05/desafio-em-galope-cairo-x-nilson.html

daufen bach. disse...

Patrão,
que bom te ver escrevendo novamente, ou melhor dizendo, publicando e divulgando teus escritos porque escrever, sei, tu escreve sempre.

Uma das características de teus textos que mais gosto, é a melodia, o ritmo... é como se os versos estivessem pairando por aí, prontos e só o poeta atento para capturá-los.

Um forte abraço e parabéns!

daufen bach.

Angela disse...

João que lindo !! Amei este cantinho!! Este poema "Mulher" infelizmente é minha cara rsrsrsrs...
bjão poeta sucesso sempre! Me diz onde consigo o seu livro autografado claro??

João Braga Neto disse...

Daufen meu grande poeta, abraços do tamanho do Mato Grosso.
Angela, anjo querido, deixe seu endereço eletronico que te explico.
Bjs nos corações de cada um dos que aui vieram.

BlueShell disse...

Tenho dias que sou assim...
Poema lindísismo de quem conhece, a fundo, o coração e a alma de uma mulher!
Abraço
BShell

Corpo-Alma disse...

Guerreiras, com Fé e coragem deram um grito de "olé" a sua liberdade, lutam e brilham em tripla jornada, profissional, do lar, esposa/mãe, amam incondicionalmente e tal qual desejam ser amadas... Belo poema amigo!